Carregando
Carregando

Cirurgia Bariátrica

A obesidade tem diversos tratamentos, entre eles a cirurgia bariátrica para casos de obesidade severa.

Tratamento nutricional

É preconizado que o acompanhamento nutricional inicie no período pré-cirúrgico, para que o comportamento alimentar já seja trabalhado e modificado.  É fundamental hábitos nutricionais saudáveis para o sucesso cirúrgico, apenas a "redução do estômago" em longo prazo, normalmente 2 anos após a cirurgia, sem mudanças de comportamento tende a gerar reganho de peso.

Tratamento nutricional pré-cirúrgico

Através de uma avaliação nutricional completa (peso, gordura corporal, massa muscular, avaliação bioquímica e dietética), é  possível fazer um diagnóstico nutricional e emitir um parecer nutricional, fundamental para realização do procedimento cirúrgico. Esse momento é determinante para readequar deficiências nutricionais, visar a redução de peso para minimizar riscos cirúrgico, bem como iniciar o processo de mudanças do comportamento alimentar.

Técnicas cirúrgicas

A cirurgia bariátrica tem diferentes técnicas, a decisão da técnica é realizada entre cirurgião e cliente, visando os menores riscos cirúrgicos e melhores benefícios ä saúde.

Técnicas cirúrgicas x Tratamento nutricional

O tratamento nutricional dependerá da técnica cirúrgica realizada, e sempre com objetivo de adequação do volume de ingestão e da consistência alimentar, visando o repouso gástrico.

Complicações mais frequentes após a realização da cirurgia bariátrica

Náuseas e vômitos persistentes: alguns casos são recorrentes essa queixa nos primeiros meses após a cirurgia, porém esta complicação é reduzida com a adequação da consistência, volume e qualidade da alimentação, e progressivamente tende a desaparecerem com o passar do tempo.

Síndrome de Dumpping: alimentos concentrados e doces tendem a gerar esta síndrome, que ocorre devido ao esvaziamento rápido do estômago e consequente acelerada absorção através dos nutrientes no intestino delgado. São sintomas normais em caso de Dumpping; aceleramento dos batimentos cardíacos, sudorese profunda, tremor, tontura e sensação de morte iminente. Esta complicação é facilmente controlada através dos hábitos alimentares.

Deficiência de ferro e vitamina B12: são as deficiências vitamínicas mais comuns na redução do estômago, devido à redução da absorção, por isso a suplementação polivitamínica é de extrema importância.

Queda de cabelo: uma queixa bastante comum entre os bariátricos é a queda acentuada de cabelo, aproximadamente 3 meses após a cirurgia. Esse problema também é derivado dos prejuízos que a cirurgia de redução do estômago gera na absorção dos nutrientes, com adequação no acompanhamento multidisciplinar, principalmente nutricional, isso é prevenido ou reduzido.

Alcoolismo: relacionado à perda de continuar com hábitos alimentares pré-cirúrgicos, como consumir grandes quantidades de alimentos agradáveis ao paladar, gerando uma busca por alimentos que tragam a mesma sensação, como a bebida alcoólica.

Evolução alimentar pós-cirurgica

Com o objetivo de repouso gástrico, para que não ocorra distinção do estômago e melhor cicatrização gástrica, é indicada uma evolução gradual da consistência dos alimentos e volume ingerido.

Calendário da evolução das consistências das dietas

Fase líquida: esta fase deve permanecer aproximadamente até 20 dias após a cirurgia, respeitando a tolerância individual e a capacidade de cada novo estômago. A consistência da alimentação líquida tende a poupar o trabalho de digestão do novo estômago e visa à adaptação de pequenos volumes. O acompanhamento nutricional neste momento ajudará na melhor tolerância dos alimentos e perda de peso progressiva e adequada.

Fase pastosa: nesta etapa, em torno de até 40 dias pós-cirúrgico, o foco é estimular o estômago para a digestão adequada e prepará-lo para receber os alimentos com consistência normal. Os alimentos consumidos devem ter a consistência de: de purês, cremes e mingaus.

Fase branda: neste momento, até 60 dias pós bariátrica, o objetivo é a evolução para uma dieta com pedaços, porém os alimentos devem ser muitos bem cozidos, desfiados e picados.

Fase padrão: Nesta fase todos os grupos de alimentos são reintroduzidos, porém ainda há necessidade da restrição de gorduras, alimentos industrializados, bebidas gaseificadas e bebidas alcoólicas.

Agende Sua Consulta

Que tal começar uma vida mais saudável com o auxílio de uma dieta balanceada, sem sofrimentos? Entre em contato e agende sua consulta!

HCor

Hospital do Coração

Rua Abílio Soares, 250 - Paraíso - São Paulo
NutriOffice

Clínica Nutrioffice

Rua Oscar Freire, 250, Cj.403 - Pinheiros - São Paulo
Clínica Alameda Santos

Clínica Alameda Santos

Alameda Santos, 122, Cj.204 – Cerqueira Cesar - São Paulo